Aprendi com a primavera a me deixar cortar. E a voltar sempre inteira.
(Cecília Meireles)