jam-mam2.JPG

Uma das minhas mais caras recordações de Salvador são dos fins de tarde de sábado no Solar do Unhão, o pôr do sol, as jam sessions, a boa música, os amigos queridos. O jazz de Ivan Huol (diretor musical e criador do projeto), André Magalhaes, Ivan Bastos, Paulo Mutti e quem mais aparecesse por lá a fim de fazer um som, sempre funcionando como fio condutor de deliciosos encontros ao ar livre. A Jam nunca era o destino final, era apenas o começo das noites de sábado, e uma noite de sábado que começava lá sempre terminava bem.

dsc05898_1.JPG ivan.JPG jam_mam.JPG

O projeto começou pequeno, mas a idéia era fantástica e logo começou a atrair muita gente. Um grande numero de pessoas do mundo musical ia lá dar uma canja: os famosos, os nobodies e os que vieram a ficar famosos. Havia quem fosse lá so pra ouvir, sentados nas primeiras cadeiras, outros iam pra bater papo com os amigos, tendo a música como pano de fundo. O grande lance era chegar cedo, ver o sol se por e dar uma olhada nas exposições do MAM antes que a música começasse. Era o melhor programa da cidade.

por-do-sol.JPG pier.JPG

Nem me lembro quando fui lá pela primeira vez, sozinha. Devagar, fui encontrando pessoas conhecidas, fazendo novos amigos e, no final, fazia parte de um grupo animado, de gente muito esperta, que sabia muito de muita coisa, transformando as nossas noites de sábado num encontro cultural riquíssimo. Música, cinema, literatura, tudo era discutido e experimentado naquele pequeno círculo.

dsc04978.JPG igreja.JPG
Em 2001 a Jam acabou, no mesmo ano em que eu me mudei pra cá. Nas minhas visitas a Salvador era sempre muito estranho voltar ao Solar, um dos meus lugares favoritos na cidade, e não ouvir a mesma música, ver as mesmas pessoas. Essa lacuna, no entanto, foi preenchida no mês passado, quando as sessões de boa música voltaram, com um novo nome, JAM no MAM, e eu mal posso esperar pra ver o espetáculo de novo. Olivan, meu querido amigo daquela época, foi lá ver e disse que foi emocionante. São dele as fotos que ilustram esse post. Saudade agora tem remédio. E eu já tenho programa pro sábado, 20 de Janeiro de 2008 ao encerrar do dia.