37 voltas em torno de mim mesma.

37 viagens ao interior do meu umbigo.

37 egotrips alucinadas.

Tudo isso pra descobrir o óbvio, o que todo mundo já sabe, o que eu também já sabia mas tinha esquecido: O sol sempre nasce no dia seguinte, e não há céu mais azul do que o de hoje, não há grama mais verde que a minha, nem há marido melhor do que o meu, é importante acrescentar. Descobri também que o grupo de pessoas que me amam de verdade está longe de ser numeroso, é talvez um grupinho tímido que nem faria muito barulho se reunido numa mesa de bar, mas é poderoso, é forte, e alcança distâncias enormes.

Tá bom, todo mundo já sabe que a vida é assim mesmo, dias bons, dias ruins… Mas eu nasci ontem, permita-me o momento de descoberta.