Menos vinte e  uma temperatura tao filha da puta que eu fiquei num dilema serio na sexta feira. A tosse so piorava e eu tinha horario no medico. Mas sair do trabalho ao meio dia implicava tomar aquele vento na cara e piorar a tosse. Vou-nao-vou (isso e musica de Djavan, ne nao?), o tempo passou e ficou tarde demais pra cancelar, os putos iriam me cobrar.

Sai do trabalho no meu modelito ninja da paz – cachecol branco enrolado no rosto mais chapeuzinho de la(n) branco. Estacionei o carro na puta que pariu, passei por todos aqueles fumantes delirantes, menos vinte e o cara sai pra fumar, cheguei no consultorio e a medica disse: “ah, ta com um pouco de bronquite”. Eu sabia, quando sai do escritorio era so uma tosse chata, na volta vai virar pneumonia. Melhor passar o fim de semana inteiro em casa. E aqui, de molho, estou.

A falta de acentos nao e protesto nao, viu? Bem que eu queria, mas e falta de acentos no meu laptop mesmo. Nunca dediquei meu tempo a descobrir como poderia usar os codigos de acentos num computador sem num pad (muito menos como se diz num pad em portugues).