Está um lindo dia de primavera lá fora. O sol brilhante, a água do laguinho do condomínio limpa e calma, os patinhos passeando, os passarinhos cantando e, sobretudo, as plantas renascendo.

Primavera de verdade eu só conheci faz uns oito anos, quando mudei pra cá, e me apaixonei por ela. Todo ano nós esperamos ansiosos por esse momento, quando colocamos os casacos de inverno lá no fundo do armário, jogamos as botas lá no porão, colocamos sandálias e casaquinhos leves e saimos pra caminhar de mãos dadas.

Mas é tambem final de semestre, e eu tenho vários trabalhos pra entregar nos próximos dias, não tenho tempo pra caminhadas, nem pra ir ver se os ovos de pato lá fora já viraram patinhos, nem pra limpar o jardim que já se mostra rebelde, nem pra sair pra escolher as plantas que adicionaremos esse ano. Ele foi sozinho, andar, sem ninguém pra dar a mão. Provavelmente irá sozinho à loja de plantas também. As aulas só terminam dia 5 de Maio.

Mas está tão perto. Well… eu acabei de me inscrever em duas matérias de verão. As aulas começam dia 18 de Maio e só terminam dia 7 de Agosto.

A primavera, a minha estação favorita, não mais me pertence. Nem o verão me pertence mais.