Esse periodo na escola tem sido muito desafiante pra mim. O nome da materia que estou fazendo e’:  Student Affairs: Minority Students.

As discussoes acontecem em volta de temas como escravidao, racismo, segregacao, pobreza, discriminacao inversa, e o mandato de affirmative action.

As aulas tem sido emocionalmente intensas, saimos todos cansados, sem energia pra mais nada. Ja teve gente a beira das lagrimas diante de revelacoes historicas sobre racismo na America do Norte. Eu ja fiquei tremendo na minha cadeira, sem poder falar, com medo de sair um discurso emocionado demais. E’ a materia mais importante que ja’ peguei ate’ agora e, infelizmente, apesar de saberem muito sobre o assunto, os professores sao muito desorganizados, o que acaba nos distraindo. Ja tive professores assim antes, mentes ativas demais, prolixas demais. Eles nao sao engenheiros, ainda bem.

Voltarei a falar dessas aulas, com certeza. Mas, por ora, deixo aqui uma frase que tem voltado sempre a baila nesses ultimos dias, nas leituras que tenho feito. Ela foi dita pelo ex-presidente Lyndon Johnson, que assinou o mandato de affirmative action nos Estados Unidos:

“You do not take a person who, for years, has been hobbled by chains and liberate him, bring him up to the starting line of a race and then say, ‘You are free to compete with all the others,’ and still justly believe that you have been completely fair.”

Minha tosca traducao:

“Voce nao pode libertar uma pessoa que, por anos, esteve presa por correntes, coloca-la na linha de partida de uma corrida e dizer: ‘Voce esta livre pra competir com todos os outros,’ e realmente pensar que esta sendo justo.”