Ontem à noite teve discurso do presidente sobre as atuais guerras. Ele anunciou como e quando pretende acabar com as guerras do Iraque e do Afeganistão, coisas de extrema importância para a população Americana. Mas veja você no que o cidadão se apega.

Hoje de manhã… Todo mundo no escritório, primeiro café do dia fumegando na xícara, papo rolando, botando as notícias em dia, acontece o seguinte diálogo:

J.M.: Você viu o discurso do Obama ontem à noite?

Eu: Vi sim, claro. E aí, o que você achou? (eu sei que ela é muito a favor da guerra)

J.M.: Menina, os lábios do cara são azuis! Que absurdo! Será que é porque ele perdeu muito peso? Tá parecendo que tá doente.

Eu: ????? Como assim doente, menina? O cara é negro, os labios são pretos. O que tem isso a ver com peso?

J.M.: Pretos não, azuis. Um negócio esquisito!

C.P.: Eu tambem achei, que agonia ficar olhando pra ele. Será que nao dava pra botar um batomzinho nele não?

Eu: ?????? (com cara de quem tomou uma pedrada)

C.P.: O quê? Você não sabe que todos eles usam maquiagem não?

Eu: Sei, sim. Claro que sei. Sei também que você quer o lábio do cara com batom que é pra você ver menos preto na cara dele, né? Porque preto daquele jeito incomoda. Um batomzinho rosa, será? Rosa bebê? Ou um mais escuro?

E é nessas horas que eu agradeço ser uma pessoa que fala outra língua. Porque sai um ‘vai tomar no cu’ bem discreto, em português, e ninguem sabe que porra eu estou falando. Porque eu não tenho educação nenhuma, mas tenho que manter as aparências no trabalho.

Minha nossa! Onde é que eu vim me meter, que diabos de fim de mundo do cacete é esse? Me dê um tiro na cabeça. BATOM na boca de Obama!!! Caralho!