Vamos começar por explicar aos meus pobres leitores que diabos vem a ser o Brazil Butt Lift Workout, né? Ninguém é obrigado a conhecer. Se você lê Inglês, não precisa da minha ajuda, é só clicar no link e se divertir. Se você não entende, então, sinto muito, está a mercê do meu julgamento…hahahaha!

O maravilhoso Brazil Butt Lift Workout é exatamente o que o nome diz: um programa pra levantar e endurecer a bunda, uma coisa que interessa a toda brasileira, né? Claaaaro. Como a mulher brasileira tem fama de bonita e gostosa, às vezes só de gostosa mesmo, nada melhor do que lançar no mercado um produto que promete às gringas a mesma buzanfa rebolativa que mucho encanta sus maridos, não é mesmo? Claaaro. O único problema aqui é que eu não conheço americana nenhuma que queira rebolar-se na sala de casa até criar uma bunda igualzinha a das brasileiras, elas admiram mas não estão interessadas em adquirir. Bunda aqui é muito mais coisa de mulher negra, mulher branca bota peito e pinta o cabelo de louro. Modos que eu não sei qual é o público que compra um programa desses. Mas isso, claro, é na província onde vivo, quem sou eu pra generalizar um pais desse tamanho.

O Leandro Carvalho, um dançarino brasileiro tranformado em personal trainer, é também criador do Brazil Butt Lift. Eu nunca tinha ouvido falar no nome dele até ver o infomercial na TV outro dia. Veja bem, eu nunca comprei coisa nenhuma baseado em infomercials. Nunca. Eu via o comercial e pensava: voltar a ter a mesma bunda de quando eu tinha vinte anos, voltar a ter uma barriguinha digna de mostrar na praia, me livrar desses quilos que pensam que me pertencem… comprei.

Primeiro dia com meu Butt Lift em casa, coloquei um dos DVDs e morri na praia. 17 minutos depois eu não me pertencia mais, as pernas bambas, os músculos tremulos e o coração pulsando forte. Não consegui terminar a meia hora do primeiro treinamento, ainda bem que não tinha ninguém em casa pra presenciar minha vergonha. O que também era um sinal de que Leandro sabe o que está fazendo. Terminar qualquer circuito de malhação de primeirona não é um bom sinal nunca. Nesse caso, falhar foi ponto positivo, pro programa não pra mim. O infomercial promete resultados em um mês, mas eu nunca vou saber se funciona mesmo, porque eu não tenho tempo de malhar mais que duas vezes por semana.

Finalmente, foi paixão à primeira vista. Hoje eu sou todinha do Leandro Carvalho : bunda, perna barriga, tudo pertence a ele. E’ feito vender a alma ao diabo, só que nesse caso quem pagou fui eu. Tipos, deixa que ele cuida, e o resto se resolve. Ainda não perdi uma grama, mas é tudo culpa minha.

Ah, uns detalhezinhos bestas que, no fim das contas, não diminui a qualidade do serviço prestado: No DVD, ele diz que está em Copacabana mas está mesmo é em Miami. A música é um cocô, o estúdio é paupérrimo e o Leandro toca nas meninas. Nos Estados Unidos ninguém encosta a mão, fio. Te cuida.