A vida com ela é doce, alegre, animada. O nível de excitação que habita a minha casa é incrível. As risadas largas, barulhentas, a voz aguda que dói nos ouvidos. Tudo, tudo que é novo merece celebração. Toda noite, antes de fazer qualquer coisa, tenho que ouvir o animado relato do dia, com direito a atuação e tudo.

No último fim de semana ela passou o tempo todo dizendo “I have friends!” num tom de voz estridente que só meninas adolescentes conseguem alcançar. Durante a semana ela estabeleceu, na escola, que tinha amigas. No sábado foi ao shopping com Daniela, uma garota mexicana que está fazendo intercambio. As duas falam uma mistura de espanhol com inglês. E ela começou a entender que pode sim aprender as duas linguas ao mesmo tempo.

Sissi, a amiga chinesa, acabou de chegar e ainda esta muito abalada com a falta dos pais. Ela me conta que quando Sissi está muito triste ela a consola, dizendo que elas têm uma a outra. E’ tão lindo ver minha pequena amadurecendo, entendendo que a gente aprende na adversidade, e que as pessoas que a gente encontra nessa vida são o maior tesouro que guardamos. Eu disse que ela provavelmente nunca esqueceria essas duas meninas, mesmo que nunca mais se vejam ou se falem. Ela concordou dizendo que está feliz porque as três se encontraram.

Semana passada eu tranquei uma das matérias do mestrado, ao invés de ir à aula toda segunda feira irei trabalhar em casa, num projeto independente. Ela achou ruim, disse que não queria interferir na minha data de formatura. Expliquei que pra mim era muito mais importante estar em casa, ainda que esteja trancada no escritório estudando. Ainda vou me formar no fim do ano, isso não vai me atrasar. Mas quero estar lá quando ela quiser me contar o que aconteceu na escola. E depois, a matéria não era assim tão importante.

Pras pessoas que me disseram que eu era louca, que depois dos enteados criados eu estava procurando “problemas”, eu respondo: eu nunca morei com minha irmã, na mesma casa nem na mesma cidade, eu não sabia ao certo como seria o dia-a-dia com ela, mas eu sabia que seria bom. Eu estava pronta pra vinda dela, ela estava pronta pra vir. E quando as pessoas se encontram na hora certa e’ tudo muito mais divertido. Nunca achei que seria fácil, mas achei que seria bom, apesar de dificil. E é exatamente o que está acontecendo.